sexta-feira, 2 de julho de 2010

Brasil perde para a Holanda e é eliminado.

Em toda a sua preparação e durante a Copa do Mundo, a seleção brasileira se esforçou em adotar uma filosofia diferente da de 2006. Por ironia, o resultado foi o mesmo: derrota para uma seleção europeia e eliminação nas quartas de final. No lugar da França, o algoz foi a Holanda. E Sneijder tomou de Henry o posto de carrasco, participando do lance do primeiro gol e marcando o segundo na vitória por 2 a 1, de virada, nesta sexta-feira.

Robinho marcou o gol do Brasil, que teve atuação segura na primeira etapa e se desmontou na segunda. Felipe Melo deu um pisão em Robben e foi expulso. A Holanda, que acumulou sua quinta vitória consecuitva na Copa e alcança 24 partidas de invencibilidade, enfrentará Gana ou Uruguai na semifinal, em partida na terça-feira, às 15h30m (de Brasília).

Tão segura nos 45 minutos iniciais, a defesa brasileira começou vacilante na segunda etapa. Um lance displicente no primeiro minuto fez com que Felipe Melo levasse uma bronca de Lúcio. Sete minutos depois, o Brasil sofreu o empate num lance que, até esta sexta-feira, era incomum na Copa: falha da defesa. Julio Cesar e Felipe Melo se chocaram, e a bola cruzada por Sneijder desviou de leve no volante antes de entrar. Foi o primeiro gol contra do Brasil na história dos Mundiais.

A igualdade no placar desestabilizou o Brasil, que ficou acuado em seu campo e via suas tentativas de ataque esbarrar em erros de passe. Só conseguiu concluir uma jogada aos 20 minutos, quando Kaká bateu colocado, mas sem muito perigo. A Holanda, que mostrou suas fragilidades no primeiro tempo, passou a explorar as do Brasil, explorando o lado direito do ataque, fazendo Michel Bastos sofrer para marcar Robben. Pendurado com o cartão, o lateral deu lugar a Gilberto aos 16 minutos.

Seis minutos depois, a Holanda conseguiu a virada. E em outra falha da defesa. Uma cobrança de escanteio encontrou Kuyt na primeira trave. Ele desviou a bola para trás, e Sneijder cabeceou para a rede. Mais seis minutos, e a situação piorou. Felipe Melo fez falta e em seguida deu um pisão em Robben, recebendo cartão vermelho direto.

Dunga ainda trocou Luis Fabiano por Nilmar, mas a troca de um atacante por outro pouco ajudou a seleção, que só conseguiu levar perigo aos holandeses em duas cobranças seguidas de escanteio. Aos 44 minutos, veio a tentativa derradeira. Daniel Alves cobrou falta, mas a bola explodiu na barreira.

Um comentário:

MENEZES disse...

Brasil 1 x 2 Holanda! Em comemoração a essa e outras decepções, estou disponibilizando o cartão do PROGRAMA BOLSA PALHAÇO, é só passar lá no blog, fazer um comentário no post do Bolsa Palhaço, deixando o e-mail, que eu mando personalizado com o nome da pessoa ou do blog! É gratis, precisamos difundir essa ideia! É só colar na sua página! Grande abraço!
http://eticamicina-5mg-3vezes-ao-dia.blogspot.com/